Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
16/04/2010
Deficientes praticam mergulho em Ilhabela, amanhã (17) e domingo (18)

Oito alunos e ex-alunos do Núcleo de Apoio à Natação Adaptada de Santo André (Nanasa) vão praticar mergulho submarino neste fim de semana

Oito deficientes vão praticar mergulho submarino, nos dias 17 e 18 de abril, em Ilhabela, litoral Norte paulista. Pioneira no Brasil, a ação é uma iniciativa do Núcleo de Apoio à Natação Adaptada de Santo André (Nanasa), mantido pela Prefeitura, com patrocínio da APOLO (Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do Grande ABC).

O mergulho começa às 14h e será feito por alunos e ex-alunos do Nanasa, todos portadores de deficiência física, intelectual, visual ou auditiva, e com idade superior a 15 anos. Para entrar no mar, o grupo contará com apoio de cinco especialistas da HSA (Handcapped Scuba Association), programa mundial pioneiro na realização de atividades subaquáticas para pessoas com deficiências, além de instrutores do Nanasa e profissionais de Educação Física. A praia exata para realização do mergulho será definida no dia, de acordo com as condições do mar mediante avaliação dos instrutores.

O grupo foi escolhido após participar, com sucesso, do ‘I Desafio Subaquático’, realizado em setembro passado, em Santo André. A prática, conhecida como discovery de mergulho, proporcionou aos deficientes a vivência do mergulho numa piscina semiolímpica. Na oportunidade, aprenderam a usar equipamentos, como luva e roupa especiais, nadadeiras, cinto de lastro, colete equilibrador, cilindro e regulador. Além disso, receberam treinamento teórico sobre técnicas de mergulho e informações sobre a história do turismo submarino no Brasil e no mundo.

“É uma experiência muito interessante, porque vão poder colocar em prática tudo que aprenderam e num ambiente cheio de surpresas naturais“, comenta Ivan Teixeira Cardoso, professor e coordenador do Programa de Educação Física Adaptada (Pefa), responsável pelo Nanasa.

Natação adaptada - O curso de natação adaptada para pessoas com deficiência é o carro-chefe do Pefa (Programa de Educação Física Adaptada), que conta com patrocínio da APOLO. Ministrado no Nanasa, o curso recebe 240 deficientes por ano e tem duração de um a quatro semestres, de acordo com o desenvolvimento do aluno. Desde 2002, o curso já formou 759 pessoas. De acordo com levantamento feito pelo Nanasa, 25% dos diplomados continuam com atividades semelhantes, índice considerado muito positivo pela organização.

I Mergulho Submarino no Mar
Dias: 17 e 18 de abril (sábado e domingo), a partir das 14h.
Local: Ilha Bela – Litoral Norte de São Paulo



Mais informações à imprensa:
Maria do Socorro Diogo – msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Juliana Santos – juliana@companhiadeimprensa.com.br
Camila Silva – camila@companhiadeimprensa.com.br
Telefones 11.4435-0000/ 7204-1921
Siga-nos no Twitter html://twitter.com/ciadeimprensa

 Buscar release:
   
 Imagens
Clique nas imagens para salvá-las em maior resolução
Depois de praticar mergulho em piscina deficientes terão a oportunidade de conhecer o fundo do mar, em Ilha Bela (Foto: Rogério Lorenzoni)
O mergulho adaptado é uma iniciativa do Nanasa (foto - Paulo de Souza)
Deficientes durante vivência de mergulho em piscina semi olímpica (foto - Paulo de Souza)
 Perfil da empresa

Localizado entre Santo André e Mauá, o Pólo Petroquímico do Grande ABC é formado por empresas que mantêm, desde 1998, um trabalho integrado visando interesses comuns e metas de responsabilidade social por meio da APOLO (Associação das Indústrias do Pólo Petroquímico do Grande ABC), que nasceu em dezembro de 2004 com o objetivo de absorver, ampliar e administrar os trabalhos até então realizados pelo Grupo de Sinergia. A Associação também é dirigida por executivos das empresas e atua subdividida em sete grupos: Serviços Administrativos, Manutenção, Atuação Responsável, Tratamento de Água, Segurança Patrimonial, Comunicação, Medicina do Trabalho e o PAM (Plano de Auxílio Mútuo). Tudo é negociado em bloco e cada empresa paga a sua parte. Entre os projetos desenvolvidos pela APOLO estão a campanha 'Balão Não', em parceria com a Polícia Militar, e o Programa de Educação Física Adaptada, da Prefeitura de Santo André, que inclui atividades no Núcleo de Natação Adaptada e o Circuito Aventura, esporte radical voltado para pessoas com deficiência. As empresas que participam dessas ações sociais são a Air Liquide, Cabot, Quattor – Unidade Polipropileno / ABC, Oxiteno, Petrobras/Refinaria de Capuava, Quattor – Unidade Químicos Básicos / ABC, Quattor – Unidade Polietileno / ABC, Solvay, Quattor – Unidade Químicos Básicos / ABC (planta de Cumeno) e Vitopel.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308