Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
20/10/2017
Liderança da tecnologia no cenário disruptivo da mobilidade é consenso na Manhã SAE BRASIL de Tecnologia na Fenatran

São Paulo – “Veículos elétricos e autônomos e tecnologia de conectividade – Programas no Brasil e Rota 2030” foi o tema geral do primeiro dia de apresentações das Manhãs de Tecnologia SAE BRASIL, na Fenatran 2017, realizado nesta quinta-feira, 19, no São Paulo Expo.

O encontro foi aberto oficialmente por Mauro Correia, presidente da SAE BRASIL e do Grupo Caoa, que destacou a importância do evento para uma boa reflexão sobre o futuro da mobilidade, neste momento de mudanças em que a confiança e a recuperação da economia no Brasil começam a voltar.

Ao fim das apresentações feitas por especialistas da Volvo, Mercedes-Benz, Bosch e MAN, foi unânime a convergência de pontos de vista sobre a importância da atuação de entidades como a SAE na liderança da tecnologia no cenário disruptivo atual e sobre os três pilares do que chamaram revolução no setor da mobilidade – eletrificação, conectividade e veículos autônomos.

Roberson Oliveira, gerente de Projetos de Pesquisa e Engenharia Avançada do Grupo Volvo para a América Latina, iniciou as apresentações com abordagem sobre tecnologias aplicadas a caminhões autônomos para aplicações agrícolas, desenvolvidos pela empresa em resposta às necessidades de mais produtividade e ao alto nível de precisão no campo. Destacou que os pilares para a mobilidade do futuro passam pelo desenvolvimento de softwares e que a Volvo acredita que veículos autônomos, forte tendência na Europa, seja o futuro do transporte, notadamente em atividades industriais como agricultura e mineração.

“O autônomo é uma real disrupção na indústria do transporte, e a mudança começa com a identificação visual dos sinais de trânsito e dos regulamentos de cada localidade onde ele vai operar”, disse Camilo Adas, gerente sênior de Desenvolvimento do Produto da Mercedes-Benz do Brasil, que apresentou o caminhão autônomo da marca. O engenheiro chamou a atenção para o fato de o Brasil estar ausente de debates importantes sobre questões éticas como a programação da máquina para decisões autônomas e responsabilidades por eventuais ocorrências de trânsito bem como sobre proteção de dados contra a ação de rackers, que são debatidas fortemente no Exterior. “A concorrência é forte, precisamos discutir como vai ser a conectividade e seus marcos legais no Brasil”, advertiu.

Para Fábio Ferreira, diretor da Unidade de Negócios da Robert Bosch, esta é a maior revolução na mobilidade dos últimos 60 anos. O executivo revelou que a abordagem Bosch para fazer frente a essa realidade se baseia no resultado de pesquisa realizada no País com 700 frotistas para apontar necessidades e pontos críticos: “Obtivemos uma lista que apontou repetidamente problemas como custo de manutenção, consumo de combustível, robustez, treinamento de mão de obra, monitoramento da saúde e segurança de condutores, e consideramos cada um dividindo-os em categorias para avaliar o alcance das soluções tecnológicas que precisamos oferecer para saná-los”, apontou. Carlos Pereira, gerente de Operações e Vendas da Bosch, frisou que a conectividade é uma questão ampla e de alta complexidade, que não está totalmente resolvida nem em países desenvolvidos. Gláucia Bueno, do Marketing da Bosch, lembrou que a passagem entre os níveis 2 e 3 de automação, que caracteriza o momento atual na Europa, representa grande salto tecnológico e que o Brasil está criando iniciativas para acompanhar os mercados.

O caminhão elétrico, o futuro tecnológico e o desenvolvimento do e-delivery foram assuntos da apresentação de Leandro Siqueira, diretor de Desenvolvimento de Produto e Gerenciamento de Portfólio da MAN Latin America. “Precisamos olhar o que outros players estão fazendo fora do Brasil com o autônomo, pois não estamos acostumados à disrupção como indústria, ao contrário de uma UBER” destacou engenheiro, que aposta que o autônomo chegará mais rápido em aplicações para o segmento industrial nos veículos comerciais. Siqueira discorreu sobre o projeto do caminhão 100% elétrico da Volkswagen, inteiramente desenvolvido no Brasil, lançado nesta semana e presente na FENATRAN. “A eletrificação é um caminho sem volta, o nosso produto tem apelo comercial e começará a operar em 2018”, afirmou.

As Manhãs de Tecnologia SAE BRASIL na Fenatran 2017 foram patrocinadas pelas empresas Bosch, BorgWarner e Eaton, e dirigidas a engenheiros, técnicos, varejistas de autopeças e provedores de serviços automotivos.






Mais informações à imprensa:
Companhia de Imprensa
Maria do Socorro Diogo – msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Susete Davi – susete@companhiadeimprensa.com.br
Telefones: (11) 4435-0000 / (11) 9 4984-9581 – 99658-5828

 Buscar release:
   
 Perfil da empresa

A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos e executivos unidos pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial.
A SAE BRASIL foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 6 mil associados e 10 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.
A SAE BRASIL é filiada à SAE INTERNATIONAL, associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Orville Wright e Thomas Edison, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 35 mil normas geradas e mais de 138 mil sócios distribuídos por cerca de 100 países.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308