Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
06/09/2016
ARTIGO - Manufatura e Logística: Conectividade no chão de fábrica

Por Leonardo Macarrão Jr.


A fim de atender ao exigente mercado e com a necessidade de manter a produtividade em alta, a indústria nacional vive em busca de melhoria constante. No atual cenário econômico tomar decisões rápidas e acertadas é quase uma questão de sobrevivência.

E já não basta mais que a manufatura seja enxuta. É preciso agilidade na operação, com processos automatizados que permitam a comunicação em tempo real em todas as etapas da produção, do fornecedor de componentes ao consumidor final.

O consumidor não sabe o que acontece no processo de manufatura, se é ou não eficiente, nem o quão automatizado possa ser. Mas percebe claramente o preço do produto, que pode carregar as ineficiências do processo, ou ainda, se precisar esperar pela disponibilidade do produto que essas ineficiências ocasionam, somadas ainda a uma logística inadequada.

Nesse contexto a automação e a conectividade no chão de fábrica são fundamentais para uma manufatura eficiente e sem os desperdícios que encarecem as operações.

Há que se pensar, entretanto, se a automação é capaz de agilizar qualquer processo. Se a manufatura não for executada de forma adequada ou não tiver um padrão bem definido, a automação pode não trazer o benefício esperado. É necessário padronização com possibilidades de melhoria sempre.

As fases do processo produtivo precisam estar conectadas entre si e com os fornecedores, dando e recebendo ordens capazes de puxar o processo no ritmo exigido pelo mercado. Isso evitará indisponibilidades de produto para a venda, pois com as operações conectadas não haverá espera durante o processo e não faltarão componentes. Ao mesmo tempo, a rastreabilidade do processo produtivo e também do produto ficará mais fácil.

É imprescindível ainda que a indústria esteja preparada, com profissionais treinados, capazes de trabalhar na velocidade do processo e aptos a tomar decisões para os ajustes necessários à celeridade da produção, sem comprometimento da qualidade do produto.

Igualmente, a logística deve estar em sintonia com o ritmo da cadeia, em outras palavras, conectada. Não pode haver desperdício de tempo na entrada de componentes e insumos, nem na entrega do produto acabado, sob pena de fracasso nas operações.

O trabalho da engenharia vai além do desenvolvimento do produto. Encontrar um ponto de equilíbrio no grau de automação é vital para o desenvolvimento e execução eficiente do processo produtivo, levando em consideração o investimento para que os benefícios pela manufatura sejam sempre positivos.

O tema chama para o debate neste momento crucial em que a indústria se prepara para a tomada de decisões para o presente e o futuro das operações.

É precisamente esse o objetivo do painel Manufatura e Logística do Congresso SAE BRASIL ao abrir espaço para o tema “Conectividade no Chão de Fábrica” a partir da ótica e expertise de expoentes da engenharia.


*Leonardo Macarrão Jr. é mestre em Engenharia Automotiva e membro do Comitê de Manufatura, Qualidade e Logística do Congresso SAE Brasil 2016



25º Congresso e Mostra Internacionais SAE BRASIL de Tecnologia da Mobilidade - “A Engenharia Criando a Mobilidade do Futuro - Intermodalidade - Conectividade - Veículos e Sistemas Inteligentes”
Data: 25 a 27 de outubro - das 8h30 às 20h30
Local: Expo Center Norte, Pavilhão Vermelho – Rua José Bernardo Pinto, 333, Vila Guilherme, SP

Painel Manufatura e Logística – “Conectividade no Chão de Fábrica”
Data: 27 de outubro, 11h – Auditório Santana 3



Mais informações à imprensa:
Companhia de Imprensa
Maria do Socorro Diogo - msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Susete Davi – susete@companhiadeimprensa.com.br
Telefones (11) 4435-0000 e 9 4984-9581

 Buscar release:
   
 Imagens
Clique nas imagens para salvá-las em maior resolução
*Leonardo Macarrão Jr. é mestre em Engenharia Automotiva e membro do Comitê de Manufatura, Qualidade e Logística do Congresso SAE BRASIL 2016
 Perfil da empresa

A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos e executivos unidos pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial.
A SAE BRASIL foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 6 mil associados e 10 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.
A SAE BRASIL é filiada à SAE INTERNATIONAL, associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Orville Wright e Thomas Edison, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 35 mil normas geradas e mais de 138 mil sócios distribuídos por cerca de 100 países.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308