Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
23/09/2014
Aviões de universitários paulistas disputam a Competição SAE BRASIL AeroDesign

Encontro reunirá universitários do Brasil e do Exterior (Venezuela, México, Peru e Polônia) entre 30 de outubro e 2 de novembro, em São José Campos/SP

Dia 30 de outubro, 26 aviões construídos por estudantes de engenharia do Estado de São Paulo, radiocontrolados e em escala reduzida, chegam a São José dos Campos para disputar a 16ª Competição SAE BRASIL AeroDesign. A competição, que será realizada até 2 de novembro, no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), reunirá ao todo 95 aviões, de universitários do Brasil, Venezuela, México, Peru e Polônia.

Entre as 95 equipes, 87 são do Brasil e oito do Exterior – Venezuela (quatro), México (duas), Peru (uma) e, pela primeira vez, Polônia (uma). Todas as equipes, que reúnem mais de 1,3 mil participantes, entre estudantes, professores orientadores e pilotos, foram desafiadas a projetar e construir aeronaves radiocontroladas como projeto extracurricular em 87 instituições de ensino.

A competição contempla três categorias de aeronaves: Classe Regular (64 equipes), Classe Advanced (cinco equipes) e Classe Micro (26 equipes). O objetivo é que cada aeronave transporte o maior peso de carga durante o voo, de acordo com a categoria.

ABC – Veterana inscrita na Classe Regular, a equipe Harpia, da Universidade Federal do ABC (UFABC), recebeu na edição anterior da competição a menção honrosa “Aeronave com Menor Tempo de Retirada de Carga” – 3,20 segundos. Este ano, a equipe apresentará um monoplano construído com materiais compósitos, motor de oito cilindradas e envergadura de 2 m, capaz de carregar aproximadamente 10 kg de carga útil ou 20 a 25 placas de MDF. “Substituímos o alumínio e a aeronave ficou bem mais leve, porque usamos fibra de carbono e honeycomb [material leve e resistente]”, conta Lucas Francisco Pereira, capitão da Harpia, que desenvolveu dispositivo para bater o próprio recorde em relação ao tempo de retirada de carga. A equipe foi a 35ª colocada em 2013 entre as 75 inscritas na categoria.

CAPITAL – A equipe Mechane, da Universidade Presbiteriana Mackenzie e 23ª colocada em 2013 na Classe Regular, disputará com monoplano em configuração convencional, com asa de geometria reto-trapezoidal, capaz de transportar 12 kg em placas de alumínio. “Devido às mudanças no regulamento da competição, o avião foi totalmente remodelado. Alteramos a envergadura da asa, as empenagens horizontais e verticais, no compartimento de carga e no tail boom, e ainda assim conseguimos aumentar em 121% a nossa asa em relação à do ano passado”, compara Filipe Andrade Baruzzi, capitão da equipe.

Segundo Baruzzi, as inovações estão presentes também nas rodas, trem de pouso, fuselagem – de perfil frontal aerodinâmico – e nos componentes estruturais com geometria e materiais inovadores. “A utilização de materiais compostos e a impressão em 3D possibilitaram o pioneirismo no projeto da equipe Mechane em 2014”, comenta.

Da Grande São Paulo participam, ainda, as equipes FEI, do Centro Universitário da FEI; Ícaro, da Universidade Nove de Julho; Keep Flying, da Escola Politécnica da USP; Obelix, do Instituto Mauá de Tecnologia; e Taperá Baby, do Instituto Federal de São Paulo (IFSP).

PROVAS – Em São José dos Campos, as avaliações e a classificação das equipes serão realizadas em duas etapas: Competição de Projeto e Competição de Voo, conforme o regulamento baseado em desafios reais enfrentados pela indústria aeronáutica e disponível no site da SAE BRASIL – www.saebrasil.org.br.

Ao final do evento, duas equipes da Classe Regular, uma Classe Advanced e uma da Classe Micro, que obtiverem melhores as pontuações ganham o direito de representar o Brasil na SAE Aerodesign East Competition, em 2015, nos EUA, onde equipes brasileiras acumulam histórico expressivo de participações: sete primeiros lugares na Classe Regular, quatro na Classe Advanced e um primeiro lugar Classe Micro. A SAE East Competition é realizada pela SAE International, da qual a SAE BRASIL é afiliada.

Organizado pela Seção Regional São José dos Campos, da SAE BRASIL, o Projeto AeroDesign é um programa de fins educacionais que tem como principal objetivo propiciar a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia aeronáutica entre estudantes e futuros profissionais da engenharia da mobilidade, por meio de aplicações práticas e da competição entre equipes, formadas por estudantes de graduação e pós-graduação (stricto sensu), de Engenharia, Física e Tecnologia relacionada à mobilidade.

“A introdução de novas tecnologias e sua aplicação sistêmica em benefício da Sociedade é a filosofia que norteia as competições de engenharia da SAE BRASIL, com as quais visamos estimular os estudantes para a inovação e ajudá-los na qualificação exigida pela indústria”, afirma o engenheiro Ricardo Reimer, presidente da SAE BRASIL.

REGULAMENTO – Os aviões da Classe Regular e da Classe Advanced poderão transportar qualquer tipo de material como carga útil, exceto chumbo. Já as aeronaves da Classe Micro deverão transportar bolinhas de tênis. Nas três categorias, as aeronaves deverão decolar em distância máxima de 61 m.

Para competir na Classe Regular, as aeronaves devem respeitar uma limitação de área projetada (vista superior), cuja somatória não pode exceder 0,775m². São permitidas apenas aeronaves monomotores – e o motor deve ser selecionado entre cinco indicados no regulamento.

Na Classe Advanced, a única restrição de projeto é o peso vazio da aeronave, que não poderá exceder 3 kg. A seleção do número de motores e do tipo do motor é totalmente livre, podendo ser a combustão ou elétrico.

Na Classe Micro, as bolas de tênis a serem transportadas deverão estar em compartimento fechado e não poderão estar presas entre si. Todas as aeronaves devem carregar a mesma carga em todos os voos: 40 bolinhas. A pontuação de voo será dada de acordo com o peso vazio da aeronave e o número de voos que a equipe conseguirá realizar com sucesso. Para esta categoria não existem restrições geométricas nem ao número de motores, todos elétricos, porém a equipe deverá ser capaz de transportar a aeronave desmontada em caixa de 0,175m³.

PROGRAMAÇÃO:

Dia 30 (das 8h30 às 17h) –
Solenidade de abertura, showroom dos projetos e apresentações orais das equipes no Prédio de Eletrônica e Computação do ITA. Endereço: praça Marechal Eduardo Gomes, 50, Jardim das Acácias, São José dos Campos.
Dias 31, 1 e 2 (das 7h às 17h) – Competição de Voo na Pista de Táxi do Aeroporto do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial) – aberta ao público. Acesso pela avenida dos Astronautas, ao lado da Embraer.

16ª Competição SAE BRASIL AeroDesign

Total de equipes inscritas = 95 (105 em 2013)
№ estrangeiras = 8
№ de equipes brasileiras: 87
№ de instituições de ensino: 68
№ médio de estudantes inscritos: 1.313 participantes
№ equipes: Classe Micro: 26 / Regular: 64 / Advanced: 5

SUL
Paraná (3 equipes / 2 instituições)
UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – equipes Acalantis e UTFalcon
UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná – equipe AeroCataratas

Rio Grande do Sul (11 equipes / 8 instituições)
UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – equipes Pampa Aerodesign Advanced e Pampa Aerodesign Regular
UFSM – Universidade Federal de Santa Maria – equipe Carancho
FAHOR – Faculdade Horizontina – equipe MasBáh Aerodesign
UNISC – Universidade de Santa Cruz do Sul – equipe Kamikase
UCS – Universidade de Caxias do Sul – equipes Aerovin e Aerosul
IFRS – Instituto Federal Rio Grande do Sul (campus Farroupilha) – equipes Ifarrapos e Ifarrapos Micro
UNIPAMPA – Universidade Federal do Pampa – equipe Aeropampa
URI – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (campus Santo Ângelo) – equipe Aeromissões

Santa Catarina (5 equipes / 2 instituições)
UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – equipes Albatroz AeroDesign e Albatroz Aerodesign Micro
UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina – equipes Céu Azul Micro, Cem Asas e Céu Azul Aeronaves

SUDESTE
Espírito Santo (1 equipe / 1 instituição)
UFES – Universidade Federal do Espírito Santo – equipe Aero Vitória Espírito Santo

Minas Gerais (18 equipes / 11 instituições)
UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais – equipes Uai, Sô! Fly!! e Uai, sô! Fly!!! Kids
UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto – equipe 12 Bis
CEFET-MG – Centro Federal Tecnológico de Minas Gerais – equipes Cefast Aerodesign e Aerotrônica
PUC MINAS – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – equipe Flying Priest
UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora – equipes Raptor e Microraptor
UFV – Universidade Federal de Viçosa (campus Florestal) – equipes Acauã e Acauazim
UFSJ – Universidade Federal de São João Del Rei – equipes Trem Ki Voa Micro e Trem Ki Voa
UFTM – Universidade Federal do Triângulo Mineiro – equipe Triângulo Aéreo
UFU – Universidade Federal de Uberlândia – equipes Tucano e Tucano Micro
UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá – equipes Uirá e Uirá Micro
Faculdade Pitágoras – Uberlândia – equipe Apollo

Rio de Janeiro (4 equipes / 3 instituições)
PUC-RIO – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – equipe AeroRio
UFF – Universidade Federal Fluminense – equipes Blackbird Aerodesign e UFForce Aerodesign
UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro – equipe Minerva Aerodesign

São Paulo (25 equipes / 19 instituições)
Grande São Paulo
Centro Universitário da FEI – equipe FEI
UNINOVE – Universidade Nove de Julho – equipe Ícaro
POLI USP – Escola Politécnica da USP – equipe Keep Flying
MACKENZIE – Universidade Presbiteriana Mackenzie – equipe Mechane
MAUÁ – Instituto Mauá de Tecnologia – equipe Obelix
UFABC – Universidade Federal do ABC – equipe Harpia

Interior de SP
ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica – equipe Leviatã
UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos – equipes UFSCar Dragão Branco e Dragão Branco Micro
FHO – Fundação Herminio Ometto – Uniararas – equipe Iuna Uniararas
EESC USP – Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo – equipes EESC-USP Alpha, EESC-USP Bravo e EESC-USP Mike
FATEC São José dos Campos – Faculdade de Tecnologia – equipes Megazord Aerodesign e Coruja Aerodesign
UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – equipe Urubus
ETEP Faculdades (campus São José dos Campos) – equipes Etep Flying Regular e Etep Flying Micro
IFSP – Instituto Federal de São Paulo – equipe Taperá Baby
UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo – equipe AeroUnisal
UNESP Guaratinguetá – Universidade Estadual Paulista – equipe Aerofeg
UNESP Bauru – Universidade Estadual Paulista – equipes FEB Open, FEB Regular e FEB Micro
UNESP Ilha Solteira – Universidade Estadual Paulista – equipe Zebra

CENTRO-OESTE
Distrito Federal (3 equipes / 2 instituições)
UNIP-DF – Universidade Paulista do Distrito Federal – equipe Antonov
UnB – Universidade de Brasília – equipes Draco Volans e FGAir

Mato Grosso (1 equipe / 1 instituição)
UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso – equipe Pantaero

NORDESTE
Bahia (3 equipes / 3 instituições)
UFB – Universidade Federal da Bahia – equipe Axé Fly
FIB – Centro Universitário Estácio da Bahia – equipe Optimus
UNIVASF – Universidade Federal do Vale do São Francisco – equipe F-Carranca

Ceará (1 equipe / 1 instituição)
UFC – Universidade Federal do Ceará – equipe Aeromec Aerodesign

Paraíba (1 equipe / 1 instituição)
UFCG – Universidade Federal de Campina Grande – equipe Parahyasas

Pernambuco (3 equipes / 2 instituições)
UFPE – Universidade Federal de Pernambuco – equipes Mandacaru Aerodesign e Mandacaru Micro
UPE – Universidade de Pernambuco – equipe Tenpest Aerodesign Team

Piauí (3 equipes / 2 instituições)
UFPI – Universidade Federal do Piauí – equipes Delta do Piauí e Delta do Piauí Micro
IFPI – Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Piauí – equipe Sol do Equador

Rio Grande do Norte (3 equipes / 2 instituições)
UFERSA – Universidade Federal Rural do Semi-Árido – equipe Pegazuls
UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte – equipes Car-Kará Aerodesign e Car-Kará Micro

NORTE
Pará (1 equipe / 1 instituição)
UFPA – Universidade Federal do Pará – equipe Uirapuru SHIELD

Amazonas (1 equipe / 1 instituição)
UEA – Universidade do Estado do Amazonas – equipe Urutau Aerodesign

ESTRANGEIRAS
México (2 equipes / 2 instituições)
CEDVA – equipe CUIM-ZENIT
IPN-ESIME Ticoman – equipe Kukulcan Aerodesign

Venezuela (4 equipes / 3 instituições)
UNEFA – Universidad Nacional Experimental Politécnica de La Fuerza Armada – equipe Aerodesign Venezuela
Universidad Simón Bolívar – equipes Aero Design SAE USB e SAE Aerodesign USB Litoral
UCV – Universidad Central de Venezuela – equipe SAE Aerodesign UCV

Peru (1 equipe / 1 instituição)
Universidad Tecnológica del Peru – equipe Tunqui Aerodesign

Polônia (1 equipe / 1 instituição)
Poznan University of Technology – equipe Spirit of RWD5bis



Mais informações à imprensa:
Companhia de Imprensa
Maria do Socorro Diogo – msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Sara Saar – sara@companhiadeimprensa.com.br
Michele Alves – michele.alves@companhiadeimprensa.com.br
Telefones: (11) 4435-0000 / 9 4984-9581

 Buscar release:
   
 Perfil da empresa

A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos e executivos unidos pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial.
A SAE BRASIL foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 6 mil associados e 10 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.
A SAE BRASIL é filiada à SAE INTERNATIONAL, associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Orville Wright e Thomas Edison, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 35 mil normas geradas e mais de 138 mil sócios distribuídos por cerca de 100 países.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308