Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
25/06/2012
Acadêmicos propõem debates para promover a evolução da indústria nacional em Piracicaba, SP

Colloquium da SAE BRASIL reunirá importantes nomes da pesquisa brasileira que irão mostrar tecnologias e soluções para a preservação ambiental

Para mostrar o que a sociedade tem feito para preservar o meio ambiente, a SAE BRASIL promove em Piracicaba, SP, o <4º Colloquium SAE BRASIL de Engenharia Verde na Mobilidade. O encontro acontece nestes dias 26 e 27 de junho no Engenho Central (avenida Dr. Maurice Allain, 454).

Promovido pela Seção São Carlos/Piracicaba, o colloquium será realizado dois dias após a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio +20, o que facilitará as discussões sobre o tema e trará diversas amostras do cenário da engenharia da mobilidade sobre o assunto. O encontro acontece simultaneamente com o Simpósio Internacional e Mostra de Tecnologia e Engenharia Canavieira (Simtec), sobre a indústria sucroenergética.

Grandes nomes das maiores universidades e institutos de pesquisas do País irão apresentar novidades e possíveis soluções para o mercado da mobilidade no âmbito da sustentabilidade. Serão propostas reflexões, como: em que o Brasil precisa investir para acompanhar seu crescimento? Por que sua liderança na produção de etanol está ameaçada? Como o País deve atuar para continuar à frente de algumas nações no uso de energias renováveis?

Paulo Seleghim Jr., professor titular do Departamento de Mecânica da Escola de Engenharia de São Carlos (USP), fará uma apresentação com o tema “Engenharia e automação; energia e produção industrial: um grande desafio e muitas oportunidades”, em que falará sobre a problemática das tecnologias associadas às diferentes fontes renováveis de energia.

“Mostrarei quanto que o Brasil saiu na frente de outros países quando investiu na geração de energia por meio da água e da extração do etanol”, comenta. Seleghim Jr. mostrará o quanto o País ainda precisa investir para não ser ameaçado por nações que investem na geração de energia limpa, como os EUA. “Se não fizermos mais investimentos não seremos capazes de absorver o nosso crescimento”, diz.

Com a palestra “Biorrefinaria”, Antônio Aprigio da S. Curvelo, professor titular do Instituto de Química de São Carlos (USP), mostrará que esse setor deveria considerar eventuais alterações no processo utilizado hoje para a extração do álcool da cana-de-açúcar.

Curvelo falará sobre o álcool de 1ª e 2ª geração e o que poderia ser modificado para que o País não sofra com a falta do produto. “O Brasil saiu na frente de muitos outros na extração do etanol de primeira geração, mas no de segunda o desenvolvimento ainda está em um estágio muito acadêmico. Precisamos avançar na pesquisa para continuarmos competitivos”, declara.

O pesquisador da Embrapa Instrumentações, Paulo Cruvinel, falará sobre “Prospecção e portfólio de projetos em energia verde para mobilidade”, em que abordará a importância do planejamento estratégico para o uso dessa energia. Cruvinel mostrará que a construção de um modelo que possa olhar as perspectivas do setor da engenharia verde é um atalho aberto a oportunidades de negócios. “Vou mostrar portfólios de projetos no âmbito do etanol, biodiesel, florestas replantadas e utilização de resíduos”, adianta.

Com o tema “A cana-de-açúcar uma opção na produção de energia verde na mobilidade”, Marco A. S. Vieira, professor do Departamento de Biotecnologia Produção Vegetal e Animal da UFScar (Universidade Federal de São Carlos), irá ressaltar que o etanol é uma opção segura de energia sustentável. “Darei enfoque na importância da cana-de-açúcar como matéria prima e as oportunidades que ela gera para o Brasil, pois essa espécie se adaptou muito bem ao nosso solo e clima favorecendo um grande potencial de produção. O mundo corre atrás da alta demanda, porém precisamos melhorar e progredir mais”, diz.

Segundo o especialista a cana é uma matéria prima muito boa para ser explorada como fonte de energia e de combustível para a indústria da mobilidade. “Os americanos estão produzindo etanol do milho, contudo essa fonte compete com a indústria de alimentos e a cana-de-açúcar não, por isso é uma matéria prima muito favorável. O Brasil deveria assumir sua posição de liderança desse setor, mas são necessários mais investimentos e entendimento entre o setor produtivo e o governo”, afirma Vieira .

O encontro também reunirá representantes de órgãos governamentais, setor produtivo (energético e mobilidade) e do usuário. “A interlocução dos diferentes setores analisando diversos aspectos de um mesmo problema, certamente contribuirá para oferecer à comunidade internacional tecnologias e processos já vivenciados pelo Brasil para uma tomada de decisão cada vez mais alinhada ao conceito de sustentabilidade na indústria da mobilidade”, explica Newton Sá de M. Curi, PhD.Eng e diretor do colloquium.

Para o engenheiro, é muito importante que a sociedade debata o que a indústria automotiva desenvolve na preservação ambiental, já que é apontada como um dos vetores pelos danos ambientais. “Não dá mais para fugirmos da discussão, a sociedade nos cobra essa atitude e iremos apresentar todos os nossos esforços”, acrescenta.

Marcos Jank, consultor de agronegócios e chairman do colloquium, adianta que o encontro mostrará para a sociedade todas as tecnologias que a indústria desenvolve em prol da preservação ambiental e da sustentabilidade.

Exposição – Simultaneamente ao colloquium ocorrerá a 1ª Feira Metal Mecânica Automotiva (FFAuto) que ocorrerá de 25 a 27 de junho. Os estandes ficarão numa área entre o pavilhão do Salão de Humor e o Teatro Municipal Erotides de Campos, no Engenho Central.

SIMTEC - O 4º Colloquium e Exposição SAE BRASIL de Engenharia Verde na Mobilidade será realizado durante o Simtec, que acontece de 25 a 27 de junho, também no Engenho Central, e contará com mais de 100 expositores da indústria sucroalcooleira e do setor automotivo.

Confira a programação:
Dia 26 de junho
8h30 - Solenidade de abertura com Newton Curi, diretor da Regional São Carlos/ Piracicaba da SAE BRASIL
8h45 - Palavra do chairman Marcos Jank, consultor em agronégocio (ex- presidente da Única)
9h - Palestra: “Eficiência automotiva e mudanças climáticas”, com Marco Antonio Mroz, subsecretário da Secretaria de Energia do Estado de São Paulo.
9h35 - Palestra: “Desafios para a pesquisa em Bioenergia”, com o Profº dr. Rubens Maciel Filho, da Fundação de Amparo e Pesquisa do Est. De São Paulo (FAPESP).
10h40 - Palestra: “Aproveitamento da biomassa da cana para a produção de energia”, com João Fernando Gomes de Oliveira, diretor-presidente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).
11h15 - Palestra: “Usina sustentável Dedini: novas soluções tecnológicas que potencializam a evolução da sustentabilidade da usina canavieira e etanol carburante, reduzindo-se as emissões de gases de efeito estufa”, com José Luiz Olivério, diretor científico do Grupo DEDINI.
13h55 - Palestra: “Prospecção e portfólio de projetos em energia verde para mobilidade”, com Paulo Cruvinel, pesquisador da Embrapa Instrumentação.
14h30 - Palestra: “Pneus Verdes” , com Kaio Riserio Marcondes Machado gerente de desenvolvimento de Pneus Pirelli.
15h30 - Palestra: “Motores Diesel e uso de combustíveis alternativos”, com Gilberto G. Leal, gerente de Desenvolvimento de Motores da Mercedes-Benz do Brasil.
16h05 - Palestra: “Etanol, combustível para redução de CO2 em motores de combustão interna”, com Eduardo Tomanik, R&D Tech. Consultant da MAHLE Metal Leve S.A.
17h15 - Palestra: “Energia Limpa - discussões sobre o futuro para os veículos elétricos em Bonn, Detroit e Beijing”, com Rene Eduardo Martinez, sócio-diretor da Automotiva Sul America Ernst & Young Terco.
17h50 - Palestra: “Mobilidade sustentável”, com José Magro, coordenador de energia no Brasil da Intermoney,SFC,SA - Grupo CIMD, Portugal.

Dia 27 de junho:
8h30 - Solenidade de Abertura com Newton Curi, diretor da Regional São Carlos/ Piracicaba.
8h45 - Palavra do chairman Marcos Jank, consultor em agronégocio (ex- presidente da Única)
9h - Palestra: “Veículo elétrico e a experiência de um veículo brasileiro”, com Marcelo Rodrigues Soares, coordenador do Laboratório Carro Elétrico / CPFL.
9h35 - Palestra: “Engenharia e automação; energia e produção industrial: um grande desafio e muitas oportunidades”, com Paulo Seleghim Jr., prof. titular da Escola de Engenharia de São Carlos - Depto Mecânica (Energias Renováveis) – USP.
10h40 - Palestra: “Substituição de óleo diesel por combustíveis alternativos”, com Sergio Braga, diretor do Instituto Tecnológico / PUC – RIO.
11h15 - Palestra: “Veículos híbridos com motores nas rodas”, com Sérgio Braga, diretor do Instituto Tecnológico / PUC-RIO.
11h50 - Palestra: “Biorrefinaria”, com Antônio Aprigio da S. Curvelo, prof. titular do Instituto de Química de São Carlos – USP.
14h40 - Palestra: “A cana de açúcar uma opção na produção de energia verde na mobilidade”, com Marco A. S. Vieira, professor do Biotec. Prod. Veg. e Animal – UFScar.
15h15 - Palestra: “Perspectivas para os biocombustíveis”, com João Alberto F. de Abreu, diretor de Tecnologia e Bioenergia da Raizen.
16h30 - Palestra: “Biologia sintética aplicada à produção de biocombustíveis sustentáveis para motores diesel”, com Michael Rinelli, do LS9 Brasil Biotecnologia.
17h05 - Palestra: “Tailor-Made - combustíveis partir da biomassa - visão e abordagem do Cluster de Excelência em RWTH Aachen University”, com Florian Kremer, engenheiro chefe do Instituto de Máquinas à Combustão da RWTH Aachen University – Germany.
17h40 - Fórum da Competitividade da Indústria com o SEBRAE.




Mais informações à imprensa:
Maria do Socorro Diogo - msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Michelle Raeder – michelle@companhiadeimprensa.com.br
Telefones: (11) 4435-0000/ (11) 7204-1921/ (11) 9368-6311


 Buscar release:
   
 Perfil da empresa

A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos e executivos unidos pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial.
A SAE BRASIL foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 6 mil associados e 10 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.
A SAE BRASIL é filiada à SAE INTERNATIONAL, associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Orville Wright e Thomas Edison, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 35 mil normas geradas e mais de 138 mil sócios distribuídos por cerca de 100 países.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308