Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
01/03/2010
Equipes da FEI vencem a Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS

Competição de engenharia reuniu, de quinta a domingo em Piracicaba, 54 equipes, que representaram dezenas de instituições de ensino do Brasil

A equipe FEI Baja 1, do Centro Universitário da FEI, de São Bernardo do Campo, se sagrou campeã da 16ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS, encerrada neste domingo, em Piracicaba, SP. A equipe conquistou 900,80 pontos e foi seguida pela outra equipe do mesmo Centro Universitário, a FEI Baja 2, com 855,55 pontos. A terceira colocada foi a equipe paulistana Poli Titan, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), com 769,65 pontos. Na quarta colocação, ficou a equipe Mauá 1, do Instituto Mauá de Tecnologia, de São Caetano do Sul, que obteve 707,00 pontos, seguida em quinto lugar ficou pela equipe EESC-USP Seu Barriga, da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo (EESC-USP).

Com o resultado, os estudantes da FEI, Poli-USP e Mauá poderão representar o Brasil na Baja SAE Carolina, que será realizada pela SAE International, de 8 a 11 de abril, na Carolina do Sul, EUA. O Brasil é tetracampeão na competição internacional, que reúne anualmente mais de 120 equipes de vários países.

Mesmo confiantes na qualidade técnica dos carros, chamados Baja SAE, os estudantes da FEI não esperavam conquistar os dois primeiros lugares na competição. “A competição reúne equipes muito boas e com projetos de elevado nível técnico, difíceis de vencer, mas conseguimos vencer e estamos muito felizes”, disse Cássio de Assis, capitão da equipe FEI Baja 1.

Os carros da FEI, agora hexacampeã na competição brasileira, apresentaram uma série de inovações tecnológicas, como transmissão de dados sem fio, redução no sistema de transmissão para garantir maior torque, uso de fibras naturais, GPS, faróis de lâmpadas LED alimentados por placas de energia solar. Quase todos os sistemas do carro foram fabricados pelas duas equipes, uma tendência na competição.

Lawrence Tack Wen Yan, capitão da equipe Poli Titan, também atribuiu o resultado ao esforço e às inovações tecnológicas no carro, equipado com módulo de transmissão de dados via sinal de celular e câmera embarcada para captação de imagens, sistema de identificação do usuário por rádio freqüência, controle elétrico para acionar o afogador do motor, amortecedores com regulagem de amortecimento na compressão e extensão, sistema de freios com regulagem de distribuição de pressão e pedais reguláveis. “Queremos mostrar que somos uma das melhores equipes e estamos conseguindo”, comemorou Yan.

Cinqüenta e quatro equipes, de um total de 66 inscritas, compareceram à 16ª Competição Baja SAE BRASIL-PETROBRAS, que avaliou desde quinta-feira (25), por meio de testes estáticos e dinâmicos, os projetos desenvolvidos e construídos pelos estudantes de engenharia.

Durante as avaliações, chamaram a atenção dos juízes - engenheiros das principais indústrias da área da mobilidade – projetos com suspensões robustas, qualidade na execução dos carros, otimização dos sistemas mecânicos, avanço no índice de fabricação de partes do veículo, ampliação do uso da eletrônica embarcada e muita aplicação de fibras naturais e outros recursos ecológicos.

Um dos desafios apresentados às equipes foi o Enduro de Resistência, feito em um circuito de 2,5 km, repleto de obstáculos, como rampas e lombadas, que exigiram no domingo tração e suspensão dos Baja SAE no limite. Realizada no Esporte Piracicabano de Automobilismo (ECPA), a competição de engenharia homenageou as equipes em sete categorias:

Melhor Projeto – equipe FEI Baja 2.
Melhor Apresentação de Projeto – equipe FEI Baja 1.
Melhor Tração – equipe Baajatinga, da Universidade Federal do Vale do São Francisco.
Melhor Velocidade Máxima – equipe FEI Baja 2 (60 km/h).
Melhor Aceleração – equipe FEI Baja 1.
Melhor Suspension&Traccion – equipe FEI Baja 2.
Melhor Enduro de Resistência - equipe FEI Baja 1 (fez 55 voltas em 4 horas)

A SAE BRASIL ficou surpresa e satisfeita com o resultado da equipe Baajatinga, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univast), ao participar pela primeira vez da competição e já obter menção honrosa por apresentar o melhor resultado em Tração.

Os Baja SAE são protótipos de estrutura tubular em aço, monopostos, para uso fora-de-estrada, com quatro ou mais rodas e devem ser capazes de transportar pessoas com até 1,90m de altura, pesando até 113,4 kg e motor padrão de 10 HP. Os sistemas de suspensão, transmissão, freios e o próprio chassi são desenvolvidos pelas equipes, que têm, ainda, a tarefa de buscar patrocínio para viabilizar o projeto.




Mais informações à imprensa:
Maria do Socorro Diogo - msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Juliana Santos - juliana@companhiadeimprensa.com.br
Telefones (11) 4435-0000 – 7204-1921

 Buscar release:
   
 Perfil da empresa

A SAE BRASIL é uma associação sem fins lucrativos que congrega engenheiros, técnicos e executivos unidos pela missão comum de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade em suas variadas formas: terrestre, marítima e aeroespacial.
A SAE BRASIL foi fundada em 1991 por executivos dos segmentos automotivo e aeroespacial, conscientes da necessidade de se abrir as fronteiras do conhecimento para os profissionais brasileiros da mobilidade, em face da integração do País ao processo de globalização da economia, ora em seu início, naquele período. Desde então a SAE BRASIL tem experimentado extraordinário crescimento, totalizando mais de 6 mil associados e 10 seções regionais distribuídas desde o Nordeste até o extremo Sul do Brasil, constituindo-se hoje na mais importante sociedade de engenharia da mobilidade do País.
A SAE BRASIL é filiada à SAE INTERNATIONAL, associação com os mesmos fins e objetivos, fundada em 1905, nos EUA, por líderes de grande visão da indústria automotiva e da então nascente indústria aeronáutica, dentre os quais se destacam Henry Ford, Orville Wright e Thomas Edison, e tem se constituído, ao longo de mais de um século de existência, em uma das principais fontes de normas, padrões e conhecimento relativos aos setores automotivo e aeroespacial em todo o mundo, com mais de 35 mil normas geradas e mais de 138 mil sócios distribuídos por cerca de 100 países.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308