Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
04/02/2009
Lactobacilos da Yakult inibem bactéria que causa gastrite e úlcera

Por Yasumi Ozawa Kimura*

Bactéria que vive no muco que cobre a superfície do estômago, a Helicobacter pylori foi identificada pela primeira vez em 1899 pelo pesquisador Walery Jaworski, da Universidade Jaguelônica, em Cracóvia (Polônia), quando investigava segmentos de lavagem gástrica de um humano. Redescoberta em 1979 pelo patologista australiano Robin Warren que, em 1981, se uniu a Barry Marshall para dar continuidade às pesquisas, a bactéria foi finalmente identificada como causadora de gastrites e úlceras, o que deu aos dois cientistas o Prêmio Nobel de Medicina em 2005.

A Helicobacter pylori é uma bactéria que infecta o estômago de 50% da população mundial e, além de ser a principal causadora de gastrites e úlceras pépticas, tem sido relacionada com o desenvolvimento de adenocarcinoma gástrico e linfoma da mucosa associada ao tecido. Para encontrar caminhos que possam evitar os prejuízos causados pela bactéria, recentemente as atenções de muitos cientistas estão voltadas às interações Helicobacter pylori com lactobacilos probióticos.

Em estudo recente com a administração de leite fermentado Yakult contendo L. casei Shirota em 14 voluntários H. pylori positivos, os pesquisadores D. Sgouras, B. Martinez-Gonzalez, E.Eriotou e A. Mentis, do Laboratório de Microbiologia Médica, Instituto Pasteur Helênico; P. Maragkoudakis, G. Kalantzopoulos e E. Tsakalidou, do Laboratório de Pesquisas em Laticínios, Faculdade de Agronomia de Atenas; K. Petraki, do Laboratório de Patologia, Hospital Hipocrateano; e S. Michopoulos, da Clínica de Gastroenterologia, Hospital Alexandria, em Atenas, na Grécia, observaram uma boa perspectiva de atividade inibitória da atividade anti-H. pylori.

Os pesquisadores estudaram o potencial inibitório dos L. casei Shirota isolados a partir do leite fermentado Yakult sobre a H. pylori utilizando métodos de inibição in vitro. Os estudos in vivo foram conduzidos com animais infectados com H. pylori em um período de nove meses com a administração de L. casei Shirota misturado ao suprimento de água de camundongos de seis semanas, infectados previamente com H. pylori. O grupo controle de animais infectados com H. pylori – sem L. casei Shirota – e o grupo não-infectado com L. casei Shirota também foram avaliados. A colonização do H. pylori e o desenvolvimento da gastrite foram analisados em 1, 2, 3, 6 e 9 meses após a infecção.

Os cientistas observaram uma significativa redução dos níveis de colônias de H. pylori no antro e na mucosa nos animais tratados com L. casei Shirota, bem como nas culturas viáveis, comparados com os níveis do grupo infectado com H. pylori sem L. casei Shirota. Essa redução foi acompanhada por uma significativa diminuição na inflamação da mucosa observada em todos os períodos do experimento.

A capacidade dos Lactobacillus casei Shirota inibirem o desenvolvimento das colônias de H. pylori e a supressão da inflamação ficaram bastante evidentes nos animais tratados com os probióticos. Este foi o primeiro relato científico de que a administração do L. casei Shirota promoveu a inibição das colônias de H. pylori e a significativa diminuição da gastrite em modelos animais infectados com a bactéria.

Os pesquisadores acreditam que o método da administração contínua dos probióticos através do suprimento de água aos animais, em combinação com as altas concentrações, teve grande influência nos resultados positivos. É concebível que o efeito probiótico das bactérias láticas pode se manifestar se a bactéria for administrada continuamente em doses altas, uma possibilidade clínica que deverá ser testada em experimentos clínicos específicos.



* Yasumi Ozawa Kimura é farmacêutica-bioquímica e gerente de P&D da Yakult no Brasil


O site da Yakult é www.yakult.com.br



Mais informações à imprensa:
Adenilde Bringel – Maria do Socorro Diogo – Juliana Santos
Telefones (11) 4432-4000 e 4435-0000

 Buscar release:
   
 Imagens
Clique nas imagens para salvá-las em maior resolução
Yasumi Ozawa Kimura é farmacêutica-bioquímica e gerente de P&D da Yakult no Brasil
 Perfil da empresa

A Yakult é a precursora no segmento de alimentos com probióticos no mundo, com o Leite Fermentado comLactobacillus casei Shirota, lançado em 1935 no Japão e em 1968 no Brasil. A empresa possui um Complexo Fabril na cidade de Lorena, no Vale do Paraíba, onde mantém a produção de todo o portfólio disponível no Brasil.

Em Lorena, a Yakult produz o Leite Fermentado Yakult, o Yakult 40 e o Yakult 40 light, a sobremesa láctea fermentada Sofyl – os quatro com o exclusivo Lactobacillus casei Shirota –, o Suco de Maçã, o alimento com extrato de soja Tonyu, a bebida láctea combinada com suco de frutas Yodel e os alimentos adicionados com nutrientes essenciais direcionados ao público feminino e masculino Hiline F e Taffman-EX, respectivamente.

A empresa foi fundada no Japão em 1935 pelo médico e pesquisador Minoru Shirota que, após anos de pesquisas, conseguiu isolar uma cepa do intestino humano classificada posteriormente como Lactobacillus casei Shirota. A cepa deu origem a um leite fermentado contendo microrganismos probióticos capazes de regularizar a microbiota intestinal e que é, até hoje, o carro-chefe da empresa.

A matriz japonesa da Yakult completa 82 anos em 2017. Desde o início de suas atividades, em 1935, quando o médico Minoru Shirota criou o Leite Fermentado com o exclusivo Lactobacillus casei Shirota, a empresa sempre teve grande preocupação em desenvolver alimentos que pudessem beneficiar a saúde das pessoas. Por isso, mantém o Instituto Central Yakult, em Tóquio, no Japão, que realiza inúmeros estudos relacionados ao intestino humano.

A Yakult está presente em 37 países e regiões, além do Japão (incluindo escritórios de representação), e possui 35 mil comerciantes autônomas no Japão (conhecidas como Yakult Ladies) e 45 mil em 12 outros países. No mundo, mais de 37 milhões de pessoas consomem Leite Fermentado Yakult com Lactobacillus casei Shirota diariamente. A fábrica brasileira, localizada em Lorena, produz média de 2 milhões de frascos de Leite Fermentado Yakult com Lactobacillus casei Shirota por dia e é uma das mais modernas da companhia no mundo.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308