Home | Institucional | Clientes | Releases | Artigos | Produtos e Serviços | Contato

 Release
01/07/2008
Motorista agora prefere a oficina na hora de trocar o óleo, diz pesquisa

Estudo sobre o novo perfil do consumidor foi apresentado no 2º Encontro para Empresários da Reparação de Veículos, realizado neste dia 25 de junho, em Ribeirão Preto, SP

Pesquisa realizada pelo GIPA (Grupo Interprofissional de Produtos Automotivos) em 2006 e apresentada neste dia 25 de junho em Ribeirão Preto, durante o 2º Encontro para Empresários da Reparação de Veículos - evento realizado pelo IQA (Instituto da Qualidade Automotiva), em conjunto com o SENAI Ribeirão Preto, Sebrae, Sindirepa-SP, ACI-RP e CESVI Brasil -, mostra que o consumidor final está mudando os hábitos quanto ao local onde leva o carro para manutenção ou reparo. Para realizar serviços como troca de óleo lubrificante do motor, o consumidor tem ido menos a postos de combustível (de 43,1% em 2002 para 29,2% em 2005) e mais a oficinas mecânicas (de 23,1% em 2002 para 29,8% em 2005).

No entanto, na medida em que a procura cresce, a exigência do consumidor por qualidade na prestação dos serviços aumenta. A mesma pesquisa apontou, ainda, que confiança, segurança no reparo, bom atendimento e preços acessíveis são os principais critérios de escolha do consumidor na hora de cuidar do carro.

Apresentado pelo Sindirepa-SP, o estudo mostrou que uma das principais dificuldades das oficinas mecânicas está em encontrar mão-de-obra qualificada. “No entanto, apenas 42,8% das oficinas consultadas na pesquisa investiram em capacitação nos últimos 12 meses, enquanto as concessionárias apostaram 90,7%, lojas com bandeiras 62,9% e centros automotivos 50%”, conta Sérgio Alvarenga, diretor do Sindirepa-SP.

“Diante do cenário, é importante que os reparadores invistam na reciclagem dos profissionais para atender essa nova legião de motoristas mais conscientes, informados e ávidos por qualidade”, alertou Mário Güitti, superintendente do IQA.

Gestão de qualidade - Um dos caminhos neste sentido, de acordo com os palestrantes, é buscar a gestão de qualidade, que pode estabelecer não só indicadores para medição de resultados, como melhorar a integração da oficina com o mercado e ter um diferencial para reconhecimento do cliente. “Para manter o padrão, é importante buscar a certificação, que no setor automotivo visa qualificar e padronizar a prestação de serviços em centros de reparação”, diz Mário Güitti.

O encontro também destacou o cenário atual e futuro para reparadores de veículos de Ribeirão Preto e região. “A região de Ribeirão Preto possui uma grande frota de veículos novos, o que mostra que o mercado está aquecido e em franco crescimento. Diante disso, os empresários de toda cadeia automotiva que investirem na qualidade do serviço, com programas de certificação e capacitação profissional, além de conhecimentos sobre gestão, terão grande vantagem competitiva em relação à concorrência”, destacou o superintendente do IQA.

Reginaldo Dias de Souza, diretor do SENAI Ribeirão Preto-SP, e Rodrigo Matos do Carmo, gerente regional do SEBRAE, também falaram sobre a importância da capacitação profissional na palestra “Atualização Profissional em Centros de Reparação”. Os cursos do SENAI, as parcerias e os investimentos previstos deram o tom da apresentação.

Projeto de lei - Antônio Fiola, presidente do Sindirepa-SP, falou sobre o projeto de lei nº. 322, que dispõe sobre normas básicas acerca das oficinas mecânicas e estabelecimentos assemelhados que funcionam no Estado de São Paulo.

Segundo Fiola, o projeto de lei tem como objetivo a qualificação de profissionais da reparação para melhorar o atendimento. “Sua aprovação representará um avanço significativo, já que resultará em mais profissionalismo nas empresas de reparação de veículos”, enfatizou o presidente do Sindirepa-SP, que apontou vantagens da regulamentação, como padronização, abrangência, penalidade, maior fiscalização e conscientização. No primeiro momento a certificação não será obrigatória, porém as empresas que a possuírem estarão garantido sua adequação a lei, e isto representará um diferencial para a empresa.




Mais informações à imprensa:
Maria do Socorro Diogo – msdiogo@companhiadeimprensa.com.br
Estefania Basso – estefania@companhiadeimprensa.com.br
Lucas Tieppo – lucas@companhiadeimprensa.com.br
Telefone (11) 4435-0000

 Buscar release:
   
 Imagens
Clique nas imagens para salvá-las em maior resolução
Mário Guitti, superintendete do IQA, falou sobre a importância de se investir na qualificação dos profissionais do setor
Encontro reuniu empresários da reparação de veículos de Ribeirão Preto e região
Palestrantes também destacaram o cenário atual e o futuro para reparadores de veículo da região
 Perfil da empresa

O IQA - Instituto da Qualidade Automotiva / www.iqa.org.br - é um organismo de certificação sem fins lucrativos especializado no setor automotivo, criado por Anfavea, Sindipeças, Sindirepa e outras entidades do setor. Parceiro de organismos internacionais e acreditado pelo INMETRO, o IQA atua nas áreas de Certificação de Serviços Automotivos, Certificação e Homologação de Produtos, Certificação de Sistemas de Gestão, Publicações e Cursos. A Certificação de Serviços Automotivos é pioneira em todo o mundo e com benefícios diretos para empresas e o consumidor final, atendendo fabricantes de autopeças, distribuidores, varejistas, centros de reparação (oficinas e retíficas de motores). Nos centros de reparação, a certificação pode ser feita nas modalidades funilaria e pintura, suspensão, direção, escapamento e freios.

Divisão Assessoria de Imprensa • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 41 • Santo André • SP • Fone/Fax (11) 4435-0000
Divisão Publicações • Rua Álvares de Azevedo, 210 • Cj. 61 • Centro • Santo André • SP • Fone (11) 4432-4000 • Fax (11) 4990-8308